google-site-verification: googled7257398dba650b7.html

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Estudo mostra como fazer qualquer pessoa se apaixonar por você


A seguir você vai conhecer uma técnica capaz de fazer qualquer pessoa se apaixonar por você. Esta técnica surgiu de um estudo de 1997 conduzida pelo psicólogo Artur Aron. Portanto, ela não é nova.
Mas, desde que a professora Mandy Le Catron escreveu um artigo sobre o tema, no New York Times, afirmando que funcionou com ela e com o seu companheiro atual, as pessoas passaram a se interessar pela técnica novamente. Para escrever o artigo Mandy simplesmente relatou sua experiência baseada no estudo de Arthur Aron.
Veja o artigo abaixo com algumas informações adicionais:

Você pode "fabricar" um romance
O estudo do psicólogo procurou responder à questão "pode a intimidade entre duas pessoas estranhas ser acelerada"? Bem, a conclusão foi, no mínimo estranha. Aron conclui que é possível se fabricar um romance com base na premissa de que é a intimidade entre duas pessoas que os faz se apaixonar. 
Porém, construir uma intimidade entre você e a pessoa que te tira a concentração, pode levar dias e até meses. Mas, segundo o estudo, esta intimidade pode ser facilmente alcançada entre estranhos, com a utilização de algumas perguntas. 

Os autores referem-se ao estudo como sendo o desenvolvimento de uma estreita relação sustentável, escalada, recíproca e personalizada. 
Parece piada, mas é não é. Pessoas dizem que tem dado certo, e na dúvida, dá pra tentar. Vai que... né? 

O segredo que faz as pessoas se apaixonarem
O segredo parece ser o cultivo de uma intimidade - ainda que um pouco forçada - através da utilização de perguntas que remetem a questões pessoais específicas. Tais perguntas (36 ao todo) são divididas em grupos e que devem ser feitas na sequência apresentada, pois, na verdade, um conjunto de perguntas visa aprofundar as respostas das anteriores. Por isso as primeiras são relativamente fáceis, até banais, como por exemplo, quem você convidaria para jantar. Mas, adiante elas vão parecer, digamos "invasivas" do tipo - como você se relaciona com sua mãe?

Vulnerabilidade mútua aproxima
No entendimento do psicólogo, a vulnerabilidade mútua promove uma aproximação entre as pessoas. E ao responder as questões as pessoas se expõem; mostram seu lado vulnerável, o que quebra o distanciamento entre elas. Permitir-se a vulnerabilidade diante de outra pessoa é muito difícil, diz o autor do estudo. Mas, quando se opta pelo exercício de responder às questões, este estado emerge, mesmo sem que a pessoa tenha intenção de fazer isso. Parece um jogo, e por isso, fica mais fácil. Funciona mais ou menos como um exame de consciência mútuo. Você encontra diversas dicas como essa em : http://adf.ly/1SoKqt

Mas, os autores reconhecem que para que a relação suba de patamar é preciso também lealdade, dependência e compromisso. E isso leva mais tempo para ser construído. Ou seja, você consegue criar a intimidade e até fabricar o romance. Mas, quanto tempo isso vai durar depende muito mais das pessoas envolvidas, do que da tal fórmula em si. 

A segunda parte é a mais difícil
Após ambos responderem às 36 questões, vem a parte mais difícil. Vocês devem ficar por 4 minutos olhando nos olhos um do outro. Sem distrações. Algumas pessoas relatam menos tempo, algo em torno de 2 ou 3 minutos. Mas, Mandy Le Catron (a professora que escreveu o artigo no New York Times) foi categórica ao afirmar que devem ser 4 minutos. "Dois minutos é apenas o suficiente para ser aterrorizante, e eu passei esse tempo todo apenas tentando respirar corretamente. 

Mas, quatro minutos, realmente te leva a algum lugar". 

Se você estiver disposto a tentar, veja abaixo as 28 perguntas.
Ah, é bom lembrar que as perguntas devem ser respondidas uma a uma por ambos. Ou seja; supondo que você seja um homem, você faz a pergunta 1; ela responde, aí, ela repete a pergunta e você responde. E assim sucessivamente. 
Grupo I

1. Pense em qualquer pessoa no mundo. Quem você convidaria para jantar?

2. Você gostaria de ser famoso (a)? De que forma?

3. Antes de fazer uma ligação telefônica, você ensaia o que vai dizer? Por quer? 

4. O que você consideraria um dia perfeito?

5. Quando foi a última vez que cantou para si mesmo? E para outra pessoa?

6. Se pudesse viver até 90 anos com o corpo e a mente de 30, como iria querer fazer isso?

7. Você tem algum palpite secreto de como vai morrer?

8. Diga três coisas que você acha que eu e você temos em comum.

9. O que te faz sentir-se muito grato na vida?

10. Se você pudesse mudar alguma coisa na forma como foi criado, o que seria?

11. Resuma a história da sua vida em 4 minutos, com o máximo de detalhes possível. 

12. Se você pudesse acordar amanhã com alguma nova qualidade ou habilidade, qual seria?

Grupo II
13. Se pudesse ver, em uma bola de cristal, a verdade sobre si mesmo (a), sua vida, o futuro ou qualquer outra coisa, o que você iria querer saber?

14. Há alguma coisa que você vem sonhando fazer por um tempo? Por que não fez isso?

15. Qual a grande realização da sua vida?

16. O que você mais valoriza em uma amizade?

17. Qual a sua memória mais preciosa?

18. Qual a sua memória mais terrível?

19. Se soubesse que em um ano você iria morrer de repente, você mudaria alguma coisa sobre a maneira como está vivendo agora? Por quê?

20. O que a amizade significa para você?

21. Quais os papéis do amor e da afeição em sua vida?

22. Diga 5 coisas que você considere uma característica positiva em mim.

23. Quão próxima e quente é sua família? Você sente que sua infância foi mais feliz do que a da maioria das outras pessoas?

24. Como você se sente sobre o relacionamento com sua mãe?

Grupo III
25. Façam 3 declarações cada, sobre "nós". Por exemplo, "nós dois estamos nesta sala nos sentindo..."

26. Complete esta frase: "Eu gostaria de ter alguém com quem pudesse compartilhar..."

27. Se você estiver se tornando amigo (a) próximo (a) a esta pessoa que está com você, diga o que seria importante que ele (a) soubesse.

28. Diga a pessoa que está com você o que você gosta nela. Seja muito honesto, dizendo coisas que você não diria a alguém que você acabou de conhecer. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário